30 de dezembro de 2015

gracias y hasta luego

Termina amanhã a minha aventura em Barcelona. Vou de coração cheio mas apertado. O bom que foi é proporcional à tristeza da despedida. E eu detesto despedidas. Adorei o quão rapidamente, depois de chegar, me invadiu a sensação de me sentir completamente em casa. Muitas (mil!) aventuras para contar. Vou ter saudades de ouvir em todo o lado, todo o dia, castelhano e catalão. E de falar também. Vou ter muitas saudades dos meus dois companheiros de casa e da nossa família catalã-francesa-portuguesa. Vou ter saudades de chegar a casa e o meu companheiro de casa francês estar a ouvir Capicua e a dizer que adora, apesar de não compreender nada da letra. Vou ter saudades de beber chá no rooftop espectacular da minha casa e ver a Torre Agbar iluminada ao fundo. Vou ter saudades das mil conversas sobre esse "país" que é a Catalunha e de me tornar também eu solidária com o tema pró-independência. Vou ter saudades de palmilhar a cidade a pé, fazer kilómetros e kilómetros (houve um dia em que andei 12,5 km!). Vou ter saudades de conhecer, todas as semanas, pessoas de países e culturas diferentes, tantas pessoas! Vou ter saudades dos jantares multiculturais e de ver os meus amigos vietnamitas comerem o meu bacalhau à braz com pauzinhos chineses (LIN-DO!). Vou ter saudades dos horários catalães de refeições, almoçar às 15h/15h30 e jantar às 22h/22h30. Vou ter saudades de comer tapas e pinchos e beber cava. Vou ter saudades de ouvir tocar guitarra espanhola em cada esquina. Vou ter saudades da abertura de espírito. Vou ter saudades de fazer planos e de os planos estarem sempre a mudar e não fazer mal. Vou ter saudades da quantidade de pessoas e movimento nas ruas. Vou ter saudades dos fins de tarde na esplanada da galeira de arte ao pé da Catedral. Vou ter saudades da Plaza Filipe Neri. Do Passeig del Born. Do Carrer del Bisbe. Da tarte de limão merengada do Alsur. E das patatas bravas do Ocaña na Plaza Real. E de churros com chocolaaaaate! (Sim, não perguntem quantos quilos engordei nos últimos meses, por favor!). Vou ter saudades de ler livros sentada nos barcos do Parc da Ciutadella em frente ao lago com barquinhos. Vou ter saudades de fazer todos os dias, durante três meses, o mesmo caminho casa-metro e todos os dias ver coisas novas que não tinha visto antes. E até de Barceloneta - que é uma praia bem merdosa se comparada com as praias portuguesas - vou ter saudades. Vou ter saudades de dizer que sou portuguesa e perguntarem "Lisboa ou Porto?" como se não existisse mais nenhuma cidade. Vou ter saudades de receber cá família e amigos e deixá-los encantar com os sítios turísticos e, especialmente, com os menos turísticos. Vou ter taaaantas saudades do clima (Não chove cá! Ou, pelo menos, nos últimos três meses não choveu!). Vou mas vou já com bilhete de regresso. E pronto, agora vou fazer a mala e chorar um bocadinho.


2 comentários:

  1. pro-independencia porquê? :D

    Beijinhos :P

    ResponderEliminar
  2. Estou a ver-te voltar e já com um pé de novo lá! :)

    ResponderEliminar